Obesidade Hipotalâmica: A Atividade Colinesterásica do Pâncreas

Eliana Campagnolo, Ana Carla Marques da Silva, Saldra Balbo

Resumo


A pesquisa sugere que a obesidade hipotalêmica encontrada em ratos, tratados com glutamato monossódico, pode ser atribuída a um desarranjo do sistema nervoso autônomo, que afeta a secreção de insulina pelas células B pancreáticas, verificando, desse modo, se havia ou não modificação da atividade colinesterástica do pâncreas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akrópolis.v3i10.1636