A construção da identidade brasileira através do estudo dos relatos de viagem

Claércio Ivan Schneider

Resumo


Este texto tem como preocupação mapear a importância do estudo dos relatos de viagem para a compreensão de
diferentes aspectos sócio-culturais do Brasil colonial. Atentar para especificidade desta fonte documental, problematizando
suas especificidades enquanto gênero literário identificado como “literatura de informação” (cartas, tratados, diários,
crônicas, depoimentos), permite lançar uma olhar interrogativo sobre seus emissores e os discursos que atribuíram, direta ou
indiretamente, referências fundadoras à colônia portuguesa na América. A narrativa da descoberta é o discurso sobre o nativo
e sobre o próprio Brasil. Para tanto, torna-se imperativo atentar para algumas questões centrais para dialogar com este tipo de
documentação: Quem são os viajantes? Qual a função dos cronistas no Novo Mundo? O que se pode interpretar a partir do
estudo dos relatos de viagem? Como se pode empreender um trabalho de investigação histórica?

Texto completo:

PDF