ESTRATÉGIAS BIOCLIMÁTICAS PARA PROJETO ARQUITETÔNICO NA CIDADE DE UMUARAMA – PR

Guilherme Serafim, Rafael Remor, Caroline Salgueiro da P. Marques Fenato

Resumo


A sustentabilidade é uma demanda da sociedade contemporânea diante da esgotabilidade dos recursos naturais. Quando aplicada à arquitetura, está diretamente relacionada ao conceito bioclimático, que consiste na melhoria das condições de conforto térmico e na minimização do consumo enérgico da edificação por meio da análise do contexto c3limático em que esta se insere. Em busca de estratégias bioclimáticas pertinentes aos distintos contextos climáticos do globo terrestre, vários pesquisadores se empenharam em desenvolver métodos cada vez mais eficazes, por meio da utilização de cartas bioclimáticas. Entre estes estudos, destaca-se a carta bioclimática de Givoni, que incluiu o perfil climático dos países em desenvolvimento e portanto, se adequa ao Brasil. Desse modo, este trabalho visa elencar estratégias bioclimáticas para projeto arquitetônico levando em consideração as variáveis climáticas da cidade de Umuarama – PR.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v25i2.5948