O SER E A ESQUIZOFRENIA: ENTRE CONCEITOS E CUIDADOS EM UMA NUANCE FENOMENOLÓGICO EXISTENCIAL

Eloisa Fernanda Feltrin, Elaine Cristina Alves de Oliveira, Michael Felipe Marques

Resumo


Este trabalho tem como objetivo lançar um olhar existencial para a pessoa com esquizofrenia. Compreende-se que para além de um diagnóstico biomédico, existe um indivíduo repleto de vivências. A partir da visão de homem enquanto ser de possibilidades tentou-se apresentar o modo de existir do sujeito diagnosticado esquizofrênico, em relação com o outro, com o mundo e seus significados. Durante a pesquisa bibliográfica, pode-se perceber como o olhar do outro, como um diagnóstico constrói muitas vezes uma restrição da liberdade do outro, no caso, o esquizofrênico. Mas que, a partir da fenomenologia, a Psicologia pode compreender o esquizofrênico como um ser no mundo e a doença um fenômeno que se apresenta e que deve ser compreendido de forma singular, sem preconceitos, que nada mais são do que limitadores do existir.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v26i1.6428