A REORIENTAÇÃO PROFISSIONAL (REO) PARA PÚBLICOS ESPECÍFICOS E A PROMOÇÃO DA SAÚDE

Claudio Leão de Almeida Júnior, Claudecir Aparecido de Oliveira, Débora Reina dos Anjos, Marcia Regina da Silva Ronqui, Thais da Silva Souza, Renata Busquini de Oliveira, Maria Adelaide Pessini

Resumo


O presente artigo utilizou-se de revisão bibliográfica com objetivo de conhecer a Reorientação Profissional (REO) enquanto estratégia de promoção da saúde numa perspectiva psicossocial. Buscou-se estudar os princípios de atuação do psicólogo nos processos de Orientação Profissional (OP) e de Reorientação Profissional (REO), as possibilidades da Reorientação Profissional (REO) a públicos com restrições físicas e sociais, o atual conceito de saúde mental e a inter relação da Reorientação Profissional (REO) como promotora de saúde mental. O estudo levou em consideração as mudanças socioeconômicas que a sociedade sofre constantemente e as experiências vividas por estes públicos frente à construção de sua singularidade. A Reorientação Profissional (REO), aqui compreendida enquanto um processo que visa a facilitar a estas pessoas a compreensão de todos os aspectos que estão envolvidos no momento da reescolha , devido ao seu contexto e as suas necessidades. Conclui-se que a Reorientação Profissional (REO) pode proporcionar a esses indivíduos que geralmente são negligenciados pelo corpo social devido as suas particularidades, maior satisfação e ou adequação com a ocupação ou profissão escolhida. A Reorientação Profissional (REO) contribui para a prevenção de adoecimento psíquico e promoção da saúde mental, com compromisso e responsabilidade social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v26i1.7462