A FORMAÇÃO DO LEITOR LITERÁRIO NO CONTEXTO DAS NOVAS TECNOLOGIAS: UMA ABORDAGEM SOB A PERSPECTIVA DA BNCC

Eliza Adriana Sheuer Nantes, Adriana Giarola Ferraz Figueiredo, Idelma Maria Nunes Porto, Gutemberg Carvalho Vieira da Silva, Ligia Fogolin Gargioni, Jackson Smiderle

Resumo


Este artigo tem o objetivo de apresentar uma pesquisa bibliográfica sobre a formação do leitor literário, na perspectiva da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), relacionando a prática da leitura com o contexto digital e as novas tecnologias, a fim de instrumentalizar este grupo de pesquisadores para uma ação futura nessa área. Para tanto, buscar-se-á, como principal fundamento, o que preconiza a BNCC acerca do Ensino de Literatura, no Ensino Fundamental – Anos Finais, observando-se que o documento considera necessário atingir a dimensão humanizadora, transformadora e mobilizadora da literatura: “é preciso supor – e, portanto, garantir a formação de – um leitor-fruidor, ou seja, de um sujeito que seja capaz de se implicar na leitura dos textos, de ‘desvendar’ suas múltiplas camadas de sentido, de responder às suas demandas e de firmar pactos de leitura” (BRASIL, 2017, p. 138). Este estudo, ao abordar a importância dos recursos tecnológicos na esfera educacional, como estratégia para a formação de leitores de textos e do mundo, justifica-se por sua relevância no contexto pedagógico. O construto epistemológico que sedimenta a presente pesquisa é baseado em autores que discutem a tríade literatura-ensino-tecnologia, pois, para haver o adequado desenvolvimento do educando, na era digital, é preciso contemplar do letramento literário ao letramento digital, abarcando as relações entre as linguagens da Arte, inclusive aquelas viabilizadas por meio do uso das novas tecnologias de informação e de comunicação, pois estas permitem a mobilização de recursos tecnológicos que propiciam alternativas inovadoras de registro, de pesquisa e de criação artística, compreendendo, de forma crítica e, ainda, problematizadora, os modos de produção e de circulação da literatura na sociedade, frente ao novo cenário social e educacional estabelecido na contemporaneidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/educere.v19i1.2019.6864