ALCA - A Proposta de Integração Assimétrica: Os Possíveis Riscos e Oportunidades para o Mercosul

Fátima Maria Pegorini Gimenes, Miguel Angel Uribe-Opazo

Resumo


A integração tem permitido que as nações superem conflitos históricos e reúna povos que se enconctravam separados por divergências econômicas e políticas. Superadas as rivalidades do passado, inicia-se um processo de integração e um entrelaçamento entre os países do Cone Sul. No entanto, no caminho do Mercosul, surge a proposta norte-americana para a constituição da ALCA - Área de Livre Comércio das Américas, até 2005. Por isso indagações não podem deixar de ser colocadas nesse contexto: Qual a melhor opção para os países membros do Mercosul, avançar rumo ao mercado comum ou retroceder e assimilar a proposta de uma área de livre comércio, constituída por 34 países da América? Qual a verdadeira intenção dos Estados Unidos ao proporem a ALCA? A dissolução do Mercosul é, apenas, e acima de tudo, uma tentativa norte-americana para a manutenção do poder e da hegemonia mundial? Baseando-se na interpretação das negociações mantidas até o momento, o presente estudo analisa as vantagens e perigos que a constituição da Alca representa e, também, procura identificar a opção mais viável de integração econômica para o Mercosul.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v3i1.1465