Fluxos Migratórios: O Incremento e o Esvaziamento Populacional no Oeste do Paraná - 1940 A 1999

Marta Izabel Schneider Fiorentin, Mirian Beatriz Schneider Braun, Zeli Rengel da Silva

Resumo


A Região do Sul do Brasil, durante trinta anos, a apartir de 1940, apresentou taxas de crescimento superiores às das demais regiões e à média brasileira. Assistiu-se, nesse período, ao acelerado processo de expansão e consolidação da fronteira agrícola, sendo que este movimento foi mais intenso e perdurou por muito mais tempo no Paraná. Neste contexto, o Paraná, até 1970, foi considerado uma área de forte atração populacional. As ocupações iniciaram-se nos anos 30, tendo seu auge na década de 50. A população paranaense cresceu, até 1970, 5,5 vezes. De 1.236 mil habitantes, em 1940, passou para 6.929, em 1970, considerado acima da média brasileira. Esse trabalho tem como principal objetivo acompanhar os movimentos migratórios do Oeste Paranaense, no período entre 1940 e 1999, buscando identificar os fatores que promoveram esse processo migratório. Pretende-se ainda analisar os movimentos de migração rural-rural, (e rural-urbana) no processo de incremento (esvaziamento) de população; identificar os fatores que promoveram tais processos migratórios, tanto de incremento como de esvaziamento populacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v3i1.1467