Minimização de Custos Econômicos e Ambientais pelo uso de Lagoas de Sedimentação no Tratamento de despejos de Fecularias

Adir Airton Parizotto

Resumo


O objetivo deste trabalho é apresentar um estudo comparativo entre os custos econômicos e as externalidades envolvidos na implantação e a operacionalização entre o sistema convencional, em relação ao sistema simplificado que utiliza lagoas de sedimentação para o tratamento de despejos industriais de fecularias. O trabalho foi desenvolvido a partir de dados obtidos junto ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Sindicato das Indústrias de Mandioca do Paraná (SIMPAR). Observou-se uma diminuição dos custos fixos e variáveis caracterizados como custos de proteção ambiental, bem como, a minimização e reversão das externalidades negativas, especialmente, em relação à eficiência alcançada na remoção de cargas orgânicas presentes nos despejos e também uma economia de insumos e energia elétrica proporcionados pelo sistema simplificado em relação ao convencional. Conclui-se ainda que, o uso do sistema simplificado, qualifica-se como recomendável e sustentável tanto do ponto de vista econômico quanto do ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v3i2.1480