Fatores que interferem na captação de novos recursos em cooperativas agropecuárias

Régio Marcio Toesca Gimenes, Fátima Maria Pegorini Gimenes

Resumo


O presente artigo procura identificar os fatores que interferem na
captação de novos recursos em cooperativas agropecuárias. O objeto da pesquisa
é o setor cooperativista agropecuário paranaense, responsável pela geração de
60% do PIB agrícola do estado, pela agregação e apoio a 200.000 cooperados que,
somados aos 40.000 empregos diretos gerados, envolvem direta e indiretamente
1.200.000 pessoas. As cooperativas agropecuárias são, em muitos municípios,
as organizações que mais empregam, que mais geram tributos e providenciam
assistência a mais de 42% dos produtores rurais do estado. Dentre os fatores
que determinam a captação de novos recursos, foram selecionados os seguintes:
benefício fiscal, risco de falência, fluxo de caixa projetado, risco do negócio,
posição dos cooperados atuais, estrutura dos ativos, taxas de juros, aumento do
valor da cooperativa, sobrevivência no longo prazo, taxas de juros subsidiadas e
a concorrência no mercado de insumo e produto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v5i2.294