ANÁLISE DAS BARREIRAS IMPOSTAS AOS PRODUTOS DE EXPORTAÇÃO DA AGROINDÚSTRIA PARANAENSE

Jonathan Dias Ferreira, Fátima Maria Pegorini Gimenes

Resumo


A abertura do mercado brasileiro, na última década do século XX, forçou a indústria nacional a tornar eficiente seu processo produtivo e a agregar valor aos produtos para ganhar competitividade no mercado interno e externo. Neste sentido, o cooperativismo agroindustrial passa a ser visto como uma alternativa tanto para grandes produtores rurais, como aos pequenos e médios agricultores. Contudo, tem-se observado que o crescente protecionismo dos países desenvolvidos dificulta as exportações das cooperativas agroindustriais paranaenses. Neste contexto, foram analisadas as exportações das cooperativas paranaenses no período 2000-2009, com a finalidade de avaliar sua evolução. Procurou-se ainda, por meio de um estudo multicaso nas cinco cooperativas paranaenses que mais exportam, identificar as principais barreiras impostas pelos países desenvolvidos aos seus produtos de exportação, como também, possíveis ações alternativas para incrementar as exportações deste elo da cadeia produtiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v10i1.3628