NORMAS CONTÁBEIS DE RECONHECIMENTO E MENSURAÇÃO DO ATIVO IMOBILIZADO: IMPACTO EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO E TRANSPORTE LISTADAS NA BM&BOVESPA

Lidiane Brutcho Bossa, Rosilne Licatti Kolh, Isabel Cristina Gozer

Resumo


O precente estudo aborda sobre as atuais mudanças nas normas contábeis brasileiras, inseridas pelo método de convergência do Brasil às normas contábeis internacionais. O estudo é restrito às normas que se referem ao ativo imobilizado das empresas, sendo assim, às associadas ao cálculo da vida útil dos bens do ativo imobilizado e ao cálculo do valor recuperável dos ativos (impairment). Procurou, por meio de pesquisa bibliográfica e documental, demonstrar a provável repercussão dessas mudanças nas demonstrações contábeis das entidades do setor de construção e transporte do ramo do Novo Mercado listadas na Bolsa de Valores (Bovespa). Para o cálculo desse impacto foi utilizada, como ferramenta, a confrontação quantitativa dos saldos contábeis, antes e depois das mudanças nas normas contábeis e a comparabilidade desse impacto no relatório gerado por meio das demonstrações contábeis entre as entidades analisadas. Verificou-se que a mudança na maneira de cálculo da vida útil dos bens do ativo imobilizado diminuiu consideravelmente as despesas e os custos com depreciação das entidades, provocando um choque positivo no fim. No fim, verificou-se que a utilização do impairment não impactou o saldo das entidades de maneira expressiva, no entanto analisou-se que, em conjunto, as mudanças na maneira de mensuração e reconhecimento dos bens do ativo imobilizado em decorrência das mudanças nas normas contábeis modificaram, de maneira expressiva, os elementos proporcionados pelas demonstrações contábeis.


Texto completo:

PDF