GESTÃO DOS CUSTOS DA QUALIDADE: DIAGNÓSTICO DO SEGMENTO MOVELEIRO DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO PARANÁ

Gervaldo Rodrigues Campos

Resumo


Buscou-se com este estudo identificar o nível de controle na gestão dos custos da qualidade dos produtos e serviços visando à competitividade; identificar como são mensurados os custos da qualidade e, ainda, as decisões que são tomadas com base nas informações produzidas pelos sistemas de custos da qualidade das indústrias de móveis da região noroeste do estado do Paraná, cadastradas junto à Federação das Indústrias do Estado do Paraná FIEP, por intermédio de pesquisa de campo. Os resultados apontaram baixo nível de controle na gestão dos custos da qualidade dos produtos por parte das empresas pesquisadas. De um universo de cinquenta empresas, onze responderam ao questionário, representado vinte e dois por cento das indústrias de móveis da região. Apenas cinco empresas afirmaram que mensuram os gastos com a qualidade dos seus produtos e serviços. As demais empresas afirmaram que não mensuram os custos da qualidade dos produtos e serviços. Por outro lado, quanto às decisões tomadas com base nas informações produzidas pelo sistema de custos da qualidade, as empresas que responderam a pesquisa destacaram a diminuição de assistências técnicas e redução de testes de qualidade dos produtos. A pesquisa constatou ainda que a maioria das pesquisadas, ou seja, dez empresas controlam gastos com prevenção, que consistem nos gastos que visam evitar a produção de produtos de má qualidade, bem como gastos com avaliação dos produtos, que compreendem os gastos com o controle da qualidade dos produtos que fabricam. Concluiu-se com este estudo que as indústrias de móveis da região noroeste do estado do Paraná são, na sua maioria, pequenas empresas, as quais não possuem sistema de gestão dos custos da qualidade.

Texto completo:

PDF