INSERÇÃO DO BIPOLO PETROLINA/JUAZEIRO NO AGRONEGÓCIO E A INVISIBILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR PERANTE AS POLÍTICAS PÚBLICAS: UM ESTUDO DE CASO

Liliane Caraciolo Ferreira

Resumo


Este estudo, que é parte da tese de doutorado em representações sociais do sertão, orienta-se pela premissa que o desempenho da intervenção econômica que ocorreu no bipolo Petrolina/Juazeiro, mediante a implantação da fruticultura irrigada, torna o papel da agricultura familiar invisível. Tratando-se de uma investigação “de um fenômeno contemporâneo dentro de um contexto da vida real” e em “situações onde não se podem manipular os dados, mas que é possível fazer observações” esta pesquisa caracteriza-se como estudo de caso que utiliza os procedimentos prescritos por Yin (1989), ou seja, observação, descrição e desenvolvimento. A análise dos dados levantados, secundários e documentais, fundamenta-se na Teoria das Representações Sociais de Moscovici (2005), que estuda as práticas dos atores em seu contexto perante os fenômenos sociais que enfrentam. Conclui-se que diante do desempenho econômico atingido pelo bipolo Petrolina/Juazeiro, região sertaneja que se tornou o maior polo de fruticultura irrigada do país, a agricultura familiar torna-se invisível.

Texto completo:

PDF