Influência da Crioterapia e do calor superficial na espasticidade - Relato de Caso

Camila de Lima Cruz, Cristiane Rafaela de Oliveira Gotardo, Sergio Jorge

Resumo


A espasticidade é uma alteração do tônus muscular causada por uma lesão do neurônio motor superior geralmente decorrente de um distúrbio vascular cerebral, causando uma resistência à mobilização passiva dependente da velocidade, proporcionando ao indivíduo alterações motoras, que acarreta em dificuldade da movimentação ativa dos membros inferiores e superiores, limitando as atividades de vida diária, principalmente nas tarefas manuais. Existem várias propostas para o tratamento da espasticidade e recursos terapêuticos utilizados na área da fisioterapia. Desses, foram utilizados no tratamento, o gelo e o infravermelho nos ventres musculares dos flexores do punho, para se obter a inibição da hiperatividade das fibras nervosas que provoca a contração excessiva dessa musculatura comprometida, exacerbando o tônus muscular. Com esses meios terapêuticos foram conseguidos resultados favoráveis à extensão do punho, dando uma possibilidade de movimentação ativa desta articulação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v7i3.2003.1090