Interferência Dos Medicamentos Nas Provas Laboratoriais De Função Renal

Luiz Roberto Bigão Giacomelli, Antenor Henrrique Pinto Pedrazzi

Resumo


A ação dos medicamentos como fator interferente nos testes laboratoriais pode levar a diagnósticos falsos e a intervenções clínicas errôneas. A detecção destas interferências é função do analista clínico responsável pelo laboratório e esta informação é de grande importância para o clínico. Este estudo apresenta os principais medicamentos que causam modificações nos resultados dos testes laboratoriais para avaliação da função renal (creatinina e uréia), buscando ainda evidenciar o mecanismo interferente e como evitar ou precaver-se para não emitir laudos que possam ser contestados pela sua acurácia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v5i1.2001.1109