Fatores Biodemográficos maternos e sua correlação com o baixo peso ao nascer

Taqueco Teruya Uchimura, Sophia C. Szarfarc, Maria do Rosário Dias Latorre, Nelson Shozo Uchimura

Resumo


Objetivo: A importância do estudo do baixo peso ao nascer como indicador de saúde vem sendo enfatizada, não só para o estabelecimento de comparações, como para encontrar uma explicação das causas, como base para uma ação preventiva. Neste sentido, realizou-se este estudo com o objetivo de verificar a influência de fatores maternos na ocorrência do baixo peso ao nascer. Metodologia: A população amostral foi constituída por todas as mães biológicas e suas crianças menores de 1 ano de idade atendidas em 5 dias úteis nas 22 unidades de saúde do Município de Maringá, em 1998, perfazendo um total de 587. Considerou-se BPN (baixo peso ao nascer) todas as crianças com peso < 2500 g. Resultados: Apresentaram baixo peso ao nascer 37(6,3%) crianças e as variáveis que apresentaram associação significativa com o BPN foram: o ganho de peso durante a gestação < = 9 Kg e a idade da mãe < 20 anos. Conclusões: Embora o índice de BPN na população estudada apresente um percentual semelhante ao de países desenvolvidos, sugere-se a implementação de um serviço de pré-natal para as mulheres de risco visando a redução deste evento que afeta a criança, dificultando o seu crescimento e aumentando o risco de anemia e suas inúmeras consequências deletérias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v5i2.2001.1114