A Estreptozootocina Como Agente Diabetogênico

Maria Montserrat Diaz Pedrosa Furlan

Resumo


Os quadros experimentais de diabetes mellitus permitem observar as diversas variáveis envolvidas na fisiopatologia desta doença sob condições controladas. Entretanto, conhecer as características do agente químico usado na indução do diabetes é importante para uma análise coerente dos resultados obtidos. Esta revisão apresenta aspectos relacionados à estreptozootocina, um agente diabetogênico amplamente utilizado em pesquisas sobre o diabetes e seus efeitos nos diversos sistemas orgânicos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v5i2.2001.1126