AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE Solanum paniculatum (Solanaceae)

Carlos Camiza Fortes, Sarah Christina Caldas Oliveira, Carlos Frederico de Souza Castro

Resumo


A vegetação do nordeste brasileiro apresenta diversas exemplares da família Solanaceae, ricas em metabólitos secundários ativos, muito dos quais apresentam elevada capacidade antioxidante. Assim, visando avaliar a atividade antioxidante das folhas da espécie Solanum paniculatum, através do método do seqüestro do radical livre estável 2,2-difenil-1-picril-hidrazil (DPPH), é que foi realizado este trabalho. Os resultados de concentração efetiva 50% (CE50) indicam a presença de compostos antioxidantes nos extratos etanólico e aquoso. O fracionamento do extrato aquoso bruto produziu duas frações com atividade antioxidante comparável ao BHT (CE50 = 15,0 ± 6,7 ppm), o que indica a possível presença de compostos com atividade antioxidante significativa (Fração aquosa F2: CE50 = 19,3 ± 1,6 ppm e F3: CE50 = 15,4 ± 0,8 ppm).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v11i3.2007.2036