ANÁLISE DE VARIÁVEIS HEMODINÂMICAS OBTIDAS EM TESTE DE ESFORÇO REALIZADO EM CICLOERGÔMETRO VERTICAL E HORIZONTAL

Newton Nunes, Letícia Miranda de Miranda, Ana Lúcia Corrêa, Vanessa Niehues, Andréia Canello, Francisco Navarro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi comparar as respostas emodinâmicas para teste de esforço realizado em cicloergômetro horizontal e vertical. O estudo caracterizou-se como pré-experimental, verifi cando-se as seguintes variáveis: consumo de oxigênio (VO2),
freqüência cardíaca (FC) e pressão arterial (PA). A amostra compôs-se de 9 mulheres ativas, com médias de idade de 22 anos ±3,74, peso de 55,4 kg ±4,88, estatura de 1,67 m ±0,06, IMC 19,9kg/m2 ±2,21, percentual de gordura corporal de 19,5% ±6,32 e que não faziam uso de medicamentos. O tratamento estatístico descritivo consistiu de freqüência simples, média, percentual e desvio padrão; o teste  de Student pareado (p≤0,05) foi empregado para comparação entre as médias. O tempo médio de duração do teste vertical foi 9,7min ±1,79 e do horizontal foi de 10,2min ±1,09, com incremento de carga de 20W/minuto. Os valores médios para VO2máx relativo foram de 45,7ml. kg.min-1 para o ciclo vertical e de 47,6ml.kg.min-1 para o horizontal. A média de FCmax foi 177bpm para vertical, enquanto na horizontal
foi 175bpm. Com relação à PA, na vertical, a média encontrada foi de 135mmHg para sistólica e 66mmHg para diastólica, enquanto na horizontal as médias foram de 148mmHg e 71mmHg, respectivamente. Conclui-se que a FCmax e o VO2máx atingidos em teste de esforço em bicicleta horizontal não diferem de forma signifi cativa em resposta ao mesmo teste realizado em bicicleta vertical. A FC mantém-se mais alta durante teste realizado em bicicleta vertical e tanto a pressão arterial sistólica quanto a diastólica mantêm-se mais altas em exercício
realizado em cicloergômetro horizontal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v12i1.2008.2222