ANÁLISE DA COORDENAÇÃO MOTORA DE PESSOAS SURDAS

Adriana Nascimento de Souza, José Irineu Gorla, Paulo Ferreira de Araújo, Sônia Maria Lifante, Mateus Betanho Campana

Resumo


O objetivo geral deste estudo foi analisar e intervir na coordenação motora de pessoas surdas. A amostra utilizada constituiuse de 23 sujeitos de ambos os gêneros, sendo 13 meninos e 10 meninas, com idade entre sete e quatorze anos, matriculados no Instituto “Dona Carminha”, de Campinas – SP. Para avaliar a coordenação motora, foi administrada uma bateria de testes K.T.K.. Utilizou-se, como intervenção, de uma prática seqüencial com 14 sessões de atividades específicas. Os resultados são descritos em termos das médias (x) e dos desvios-padrão (DP). Independentemente da distribuição de normalidade, foi utilizado um teste pareado, não paramétrico, de Wilcoxon, que permitiu avaliar o efeito da intervenção sobre os sujeitos, no nível de significância de p<0,05. Observou-se, também, que todos os sujeitos tiveram progresso na coordenação corporal total, mas com algumas características individuais, como déficit de atenção, falta de concentração e distração, o que contribuiu para um desempenho não satisfatório em algumas tarefas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v12i3.2008.2536