AÇÕES DE ENFERMAGEM FUNDAMENTADAS À CRIANÇA PORTADORA DE HIDROCEFALIA

Emilene Raquel Simonetto Alves, André Estevam Jaques, Vanessa Denardi Antoniassi Baldissera

Resumo


A hidrocefalia é um problema permanente em que a criança necessitará de avaliação e acompanhamento regularmente. O tratamento para a criança com hidrocefalia é uma tarefa difícil, tanto para a família quanto para os profissionais de saúde. A assistência prestada para com a criança portadora de hidrocefalia deve ser realizada com sólido conhecimento técnico-científico, para que as ações sejam praticadas de forma segura. Considerando a importância da assistência do enfermeiro à criança portadora de hidrocefalia, objetivou-se, com o presente estudo, descrever as ações do enfermeiro durante a assistência ao hidrocéfalo. Trata-se de um trabalho de revisão bibliográfica. Considerando que a Hidrocefalia Infantil (HI) é uma condição que afeta o paciente por toda sua vida, priorizar a assistência de enfermagem, humanizada, pautada na promoção da qualidade de vida da criança é indispensável. Nesse sentido, cabe ao enfermeiro elaborar e implementar estratégias que melhorem não somente o quadro clínico da doença, bem como promover a saúde em seu contexto bio-psico-social, pois esse profissional é responsável por identificar e intervir nos problemas reais e potenciais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v14i2.2010.3420