AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR DO MANGUITO ROTADOR, EM SUJEITOS COM SÍNDROME DO IMPACTO

Simone Aparecida Fonseca, Carlos Eduardo de Albuquerque, Gladson Ricardo Flor Bertolini

Resumo


A Síndrome do Impacto é uma das doenças do manguito rotador que mais frequentemente provoca dor e disfunção no ombro. Sua etiologia varia desde a impactação dos tecidos moles com estruturas rígidas do ombro durante elevação do braço, microtraumas repetidos, anormalidades anatômicas do acrômio, à degeneração de tendões do manguito rotador. Questiona-se também a possibilidade de desequilíbrios de força entre os músculos rotadores internos e externos ser uma possível causa. Desse modo, o objetivo deste estudo foi verificar a presença de desequilíbrios musculares do manguito rotador, em sujeitos portadores de síndrome do impacto. Com o uso de uma célula de carga foram feitos testes de força muscular isométrica dos músculos do manguito rotador nos ombros lesados, nos contralaterais e em sujeitos controle. Posteriormente, os dados foram submetidos à análise estatística por meio da Análise de Variância (ANOVA) e teste de Tukey. Observou-se diferença estatística significativa ao se comparar o membro lesado com o não lesado, respectivamente em rotação externa nas posições neutra e à 30º (p<0,001). Conclui-se então que os indivíduos com Síndrome do Impacto possuem desequilíbrio de força muscular em rotação externa ao comparar com o lado contralateral.

Texto completo:

Sem título


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v14i3.2010.3667