ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA E DOS PEIXES DO LAGO ARATIMBÓ, UMUARAMA PR - BRASIL

Isabel Cristina da Silva Caetano, Lisiane de Almeida Martins, Luiz Sérgio Merlini

Resumo


O objetivo do estudo foi avaliar os padrões qualitativos da água e do pescado do Lago Aratimbó, localizado na cidade de Umuarama PR, por meio de análises físico-químicas, bacteriológicas e de metais. As coletas foram realizadas in loco em três (3) pontos estratégicos do lago que foram encaminhadas para análises físico-químicas, tendo os resultados como insatisfatórias e positividade nas análises da demanda bioquímica de oxigênio e óleos e graxas. As análises microbiológicas da água obtiveram resultados insatisfatórios para coliformes totais. As análises de metais na água que foram cromo, cobre, ferro, potássio, sódio, níquel, chumbo e zinco todas foram satisfatórias dentro dos parâmetros analisados. No exame microbiológico do pescado os resultados foram satisfatórios para coliformes totais, termotolerantes, Salmonella sp e Staphylococcus aureus. Os metais analisados na amostra 1 dos peixes, tiveram presentes o potássio, sódio, zinco e ferro nas brânquias, músculo e vísceras, o cobre foi detectado somente nas vísceras. Na amostra 2 nas brânquias, músculo e vísceras encontrou-se potássio, sódio e ferro. O zinco foi detectado nas brânquias e músculo e o cobre somente nas vísceras. Na amostra 3 detectou-se potássio, sódio, zinco e ferro nas brânquias, músculo e vísceras. O cobre foi detectado exclusivamente nas vísceras. Quando comparados os resultados deste estudo aos aspectos visuais do lago Aratimbó, observou-se algumas irregularidades existentes, como algumas galerias de águas pluviais e a falta de vegetação arbórea nas margens do lago, esses fatores são associados aos malefícios, como contaminação da água e dos peixes e o assoreamento causado pelas chuvas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v15i2.2011.3710