ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO DO ENFERMEIRO COM PACIENTE ESTRANGEIRO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Rulio Glécias Marçal da Silva, Célia Regina da Silva Sales Possas, Marli Reinado Barbosa, Haroldo Ferreira Araújo, Maria Socorro Cardoso dos Santos

Resumo


RESUMO: Esse relato teve como objetivo compartilhar a vivência de enfermeiros no atendimento de paciente oriundos de países do Mercosul e dividir suas estratégias de comunicação. Trata-se-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência. Pautados de que a comunicação se expressa de várias formas, os resultados obervados e percebidos, ao longo de 15 anos, dentro de um centro cirúrgico, foi de que o enfermeiro, assim como o restante da equipe assistencial, não tinha fluência em idioma estrangeiro e que, para estabelecer uma forma de comunicação com o paciente, usaram com frequência estratégias verbais associadas a não verbais tais como uso de papel e caneta, mimica facial, movimentação das mãos, posturas corporais, tom e volume da voz e toque técnico. Conclui-se que as instituições de saúde precisam proporcionar a capacitação não só do enfermeiro, mas toda equipe de saúde, provendo meios facilitadores para a comunicação com paciente estrangeiro.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v20i2.2016.5219