ESTADIAMENTO DO CÂNCER DE MAMA EM MULHERES ATENDIDAS EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA EM ONCOLOGIA

João Douglas Nico, Angélica Cavalheiro Bertagnolli, Rogério Oliveira Rodrigues, Joabe Primo, Valério Meireles Prata, Luciana Souza Guzzo

Resumo



RESUMO

O objetivo do presente estudo foi descrever o estadiamento do câncer de mama em mulheres admitidas para atendimento em um centro de referência em oncologia localizado em Governador Valadares, Minas Gerais. Os prontuários de 257 pacientes atendidas entre novembro de 2009 a novembro de 2010 foram revisados para obtenção de dados do estadiamento e de características gerais das pacientes. As pacientes apresentavam em média 54,5 anos de idade, eram principalmente pardas (62,0%) e casadas ou com união estável. Predominaram pacientes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (94,4%), sem história familiar de câncer de mama (78,2%) e com índice de massa corporal acima do ideal (57,5%). Os tumores in situ corresponderam a 2,3% dos casos, tumores no estádio I a 26,4%, no estádio II a 38,5%, no estádio III a 22,9% e estádio IV a 9,7%. Não houve relação significativa entre os estádios inicial ou precoce e a idade, cor da pele, estado civil, IMC e história familiar de câncer de mama. O percentual de casos diagnosticados em estádio tardio ainda é alto quando comparado com o encontrado em países desenvolvidos, o que aponta para necessidade de políticas que facilitem a detecção precoce da doença na região.

Texto completo:

PDF