O AUMENTO DO CONTINGENTE POPULACIONAL DE IDOSOS NO BRASIL E A ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Kaio Keomma Aires Silva Medeiros, Alexsandro Silva Coura, Rayanne Tavares Ferreira

Resumo


Objetivou-se discutir o aumento do contingente populacional de idosos no Brasil e a sua repercussão na Atenção Primária à Saúde. Revisão crítica da literatura científica, realizada na Biblioteca Virtual de Saúde, a partir dos descritores controlados “Atenção Primária à Saúde”, “Saúde do Idoso” e “Envelhecimento”, considerando registros bibliográficos em português e em inglês. Procederam-se dois estágios de revisão, compreendendo, no primeiro, a imersão ou acesso a literatura e, no segundo, a formulação de eixos de discussão ou agrupamento de textos por temas. Os resultados contemplaram 38 referências, de diferentes tipologias, incluindo: 63% de artigos, 11% de leis e portarias, 26% de publicações e recomendações de organismos nacionais e internacionais, a partir das quais se conformaram quatro eixos gerais de discussão, contemplando as temáticas: aspectos demográficos, impactos na saúde, atenção primária e avaliação em saúde. Concluiu-se que países como o Brasil têm experimentado um aumento populacional de idosos, sem uma adequada preparação para esta realidade. A Saúde Pública é um setor sobremaneira afetado, sobretudo pelo aumento de doenças crônicas, hospitalização e a dependência, comuns entre aqueles indivíduos. A Atenção Primária em Saúde tem um papel fundamental na assistência ao emergente grupo de idosos, mas ações devem ser empreendidas para fortalecê-la, destacando a criação e manutenção de mecanismos de avaliação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v21i3.2017.6034