PLANEJAMENTO REPRODUTIVO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: ESTUDO QUALITATIVO SOBRE A DINÂMICA DO ATENDIMENTO E OS DESAFIOS DO PROGRAMA

Ediana de Jesus Bezerra, Tatiane Santos Couto Almeida, Núbia Cristina Rocha Passos, Camila Torres Paz, Larissa Rolim Borges-Paluch

Resumo


O estudo objetivou analisar a dinâmica do atendimento e desafios em planejamento reprodutivo desenvolvido na Estratégia Saúde da Família em município do Recôncavo Baiano. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, aplicado a seis enfermeiras e doze usuárias. As atividades desenvolvidas revelam a existência de ações de assistência e de educação em saúde, porém não há grupos formais nem planejamento sistematizado para as atividades educativas. As Unidades disponibilizam os principais métodos contraceptivos, mas em quantidade não compatíveis com a realidade local, podendo acarretar em descontinuidade da assistência. Os desafios enfrentados no programa relacionam-se à oferta dos métodos, à baixa adesão do público jovem, (des)uso do preservativo para evitar as infecções sexualmente transmissíveis e baixo nível educacional das usuárias. É indiscutível a necessidade de implementação de ações pelos gestores de saúde, com o intuito de garantir a disponibilidade e variedade dos métodos contraceptivos, visando melhor qualidade na assistência em planejamento reprodutivo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v22i2.2018.6349