INTERVENÇÃO EDUCATIVA COM AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE SOBRE GIARDÍASE EM REGIÃO DE FRONTEIRA - FOZ DO IGUAÇU

Leandra dos Santos Rodrigues, Andréia Aparecida Scherer, Neide Martins Moreira

Resumo


Objetivo:comparar o conhecimento prévio e a assimilação das informações sobre giardíase pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) de foz do Iguaçu após intervenção educativa. Materiais e métodos: trata-se de um estudo comparativo de abordagem quantitativa com 55 ACSs, do distrito sanitário Norte de foz do Iguaçu. Foi utilizado um questionário contendo 10 questões fechadas para avaliação do conhecimento prévio, posteriormente, foi realizada a intervenção educativa seguida de reaplicação do questionário para avaliação da assimilação das informações sobre a giardíase. Os dados coletados foram analisados pelo programa BioEstat 5.0® e utilizado o teste de Poisson, com significância de 5%. Resultados: foram identificadas fragilidades no conhecimento dos ACSs na avaliação prévia para as variáveis investigadas (p<0,05). Após a intervenção educativa, observou-se aumento na média de acertos em todas as variáveis estudadas (p<0,05). Conclusão: a intervenção educativa favorece conhecimento aos ACSs, possibilitando mudança no panorama da giardíase e, consequentemente melhora na qualidade de saúde da população.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v23i2.2019.6383