Análise Comparativa do VO2 Máx Direto e Indireto Através do Teste em Cicloergômetro – Protocolo de Balke

Valdomiro de Oliveira, Diógenes Sanches, Marco Antonio Sant'Ana

Resumo


O presente estudo teve como objetivo analisar a capacidade aeróbica máxima utilizando metodologia ou avaliação Direta e Indireta, através do teste ergométrico de Balke. A pesquisa foi descritiva, do tipo “estudo de caso”. Foram analisados quinze atletas masculinos da equipe de Voleibol adulta da COCAMAR de Maringá, onde foi aplicado individualmente o teste de forma Direta e Indireta. O VO2 Máx. Direto, foi obtido através do Analisador Metabólico MMC 2900, por meio de prova de esforço máximo, em ml/min e o indireto através da freqüência cardíaca. Os valores médios do VO2 máx. em ml/min do método Direto foram 3379 e o indireto de 4753. Diferenças estatisticamente significantes, ao nível de significância 0,05 foram encontradas entre ambos. Dessa forma pode-se perceber claramente, após os resultados da pesquisa, que o VO2 máx., no método Indireto, superestima o VO2 no método Direto. Estudo elaborado para a Universidade Estadual de Maringá, no Curso de Educação Física, como monografia de Curso, apresentada no dia 27 de novembro de 1996, em Maringá.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v2i1.1998.895