A Utilização de Ratos em Modelos Experimentais de Carências Nutricionais

Flávia Roseli Baptista Giacomelli, Maria Raquel Marçal Natali

Resumo


A manutenção de uma boa condição física, social e mental está ligada a uma ingestão adequada de nutrientes, tanto qualitativa como quantitativamente. Os efeitos de carências nutricionais em diversos órgãos, em especial o intestino delgado, bem como a forma de se provocar esta condição experimental é objetivo desta revisão. A utilização de ratos como modelo biológico em estudos experimentais destas carências é amplamente utilizado, apresentando bons resultados que refletem, em sua grande maioria, aos encontrados em relação ao metabolismo de humanos desnutridos. Redução no teor protéico da dieta, redução na quantidade de alimento ofertado e variação no tamanho da ninhada são alguns dos modelos mais utilizados. A resposta dos diversos órgãos e estruturas a estas carências varia conforme o tempo de duração da restrição, o período em que se iniciou e o grau de renovação celular dos diversos órgãos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v3i3.1999.948