PRINCIPAIS ASPECTOS CONSIDERADOS POR CONSUMIDORES NA AQUISIÇÃO E CONSUMO DE CARNE SUÍNA EM COLÔNIA DO PIAUÍ-PI

Aracele Prates Oliveira, Crenilde Pachêco da Silva, Hermógenes Almeida De Santana Júnior, Maurílio Souza dos Santos, Johnny Martins de Brito, Fabrício Bacelar Lima Mendes, Elizângela Oliveira Cardoso Santana

Resumo


Objetivou-se avaliar o perfil do consumidor, da carne suína, quanto aos aspectos importantes considerados para o consumo, na cidade de Colônia do Piauí-PI. A pesquisa foi feita em forma de questionários com perguntas objetivas, sendo abordados nas residências da cidade, no interior e também nos estabelecimentos comerciais. As informações coletadas foram processadas pelo programa computacional Excel®. Foram entrevistadas 100 pessoas, sendo 38% homens e 62% mulheres. Constatou-se que 95% dos entrevistados consomem a carne suína, dando preferência a carne bovina citada por 42%. A maior frequência de consumo da carne suína foi considerada mensalmente por 36% dos entrevistados. Na região, 77% dos entrevistados consomem a carne suína mais sobre a forma in natura apresentando maior preferência pelo corte cárneo, costela com 35,8% dos consumidores e dentre os industrializados a linguiça liderou em consumo (48%). Possibilitou-se verificar que 86% afirmaram nunca ter visualizado propaganda de incentivo ao consumo de carne suína. Os entrevistados acreditam que os animais que passam menor desconforto na produção e no abate são as aves e peixes, ambos com 37% das opiniões. Percebe-se que o principal entrave para consumo da carne suína em Colônia do Piauí-PI pode estar atrelado à falta de esclarecimento sobre os benefícios de que a carne suína pode trazer, e de investimentos em marketing que desmistifiquem os problemas relacionados às questões sanitárias e ao teor de gordura. A frequência de consumo pode ser aumentada, já que o preço não foi o fator limitante para o consumo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i2.2017.5810