HELMINTOFAUNA DE Didelphis albiventris (LUND, 1841) NO MUNICÍPIO DE PALOTINA, PARANÁ, BRASIL

Marivone Valentim Zabott, Simone Benghi Pinto, Aline de Marco Viott, Leonardo Gruchouskei, Laura Helena França de Barros Bittencourt

Resumo


Entre fevereiro de 2009 a abril de 2011, nove exemplares adultos (sete machos e duas fêmeas) de Didelphis albiventris (Lund, 1841), foram encontrados mortos por atropelamento no município de Palotina, Paraná. Os animais foram encaminhados para necropsia e coleta de material. Os parasitos encontrados foram fixados em formol acético e, posteriormente identificados. Os nove gambás estavam parasitados por helmintos, com predominância para o filo Nemathelminthes (66%), seguido por Acanthocephala (17%) e Platyhelminthes (17%). Foram isolados os seguintes helmintos e respectivas prevalências: Turgida turgida (89%) no estômago; Cruzia tentaculata (44%), Aspidodera sp. (22%) e Trichuris sp. (11%) no intestino grosso; Hamanniella microcephala (78%) e Rhopalias coronatus (11%) no intestino delgado. Em 80% dos D. albiventris ocorreu a associação parasitária entre, no mínimo, duas espécies de helmintos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i1.2017.6315