CRESCIMENTO DE Ruta graveolens L. INOCULADA COM MICORRIZAS SOB DOSES DE FÓSFORO

Rayane Monique Sete da Cruz, Bianca de Almeida Marchi, Bruna Caroline de Souza, Jean Silva de Souza, Sonivaldo Ruzzene Beltrame, Odair Alberton

Resumo


Os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) são micro-organismos que fazem simbiose com raízes da maioria das plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência dos FMAs Rhizophagus clarus e Claroideoglomus etunicatum em substrato sob baixa e ou alta dose de fósforo (P), na produção de biomassa e na acumulação de P na arruda (Ruta graveolens L.). O experimento foi conduzido no laboratório de botânica da Universidade Paranaense - UNIPAR, município de Umuarama - PR. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, em fatorial 3x2, sendo os fatores: FMAs (sem FMA, com R. clarus e ou com C. etunicatum); duas doses de P (20 e 200 mg kg-1) com 8 repetições por tratamento, num total de 48 unidades experimentais (vasos de 3 L). Avaliou-se a produção de massa seca das raízes (MSR), massa seca da parte aérea (MSPA), massa seca total (MST) e o acúmulo de P na parte aérea da planta (PPA). A produção de MSR, MSPA e MST pela planta não foram significativamente afetadas apenas pela adição de P ao substrato, porém sim, pela inoculação com o FMA C. etunicatum, sob baixo e ou alto P. O acúmulo de P na parte aérea da planta foi aumentado significativamente no tratamento sem a inoculação com FMAs. Conclui-se que a inoculação com C. etunicatum é indicada para aumentar a produtividade da arruda.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i1.2017.6316