PSEUDOMICETOMA DERMATOFÍTICO DISSEMINADO EM UM GATO PERSA - RELATO DE CASO

Reginaldo Pereira de Sousa Filho, Keytyanne de Oliveira Sampaio, Mário Anderson Araújo Alves, Denise Alexandre Diógenes Nogueira, Daniel de Araújo Viana, Marina Gabriela Monteiro Carvalho Mori da Cunha, Ticiana Franco Pereira da Silva

Resumo


O pseudomicetoma dermatofítico (PMD) é uma profunda infecção dérmica, causada por fungos, sendo o Microsporum canis o agente etiológico mais frequentemente envolvido. O objetivo do presente trabalho é relatar um caso de pseudomicetoma em um gato persa e alertar os médicos veterinários para incluir a doença como diagnóstico diferencial em dermatopatias em gatos, principalmente os da raça persa. Um felino macho, da raça Persa, de três anos, veio para atendimento apresentando 22 nódulos subcutâneos, distribuídos em todo corpo, com diâmetros que variavam de 2 a 8 centímetros, inclusive dentro do pavilhão auricular direito. Realizou-se raspado cutâneo e citologia aspirativa por agulha fina, obtendo resultados pouco conclusivos. Após a realização de exérese cirúrgica de grande parte dos nódulos e encaminhamento para exame histopatológico, obteve-se o diagnóstico de PMD. Após tratamento com itraconazol 10mg/kg SID por 5 meses houve completa remissão do quadro. A excisão cirúrgica foi essencial para a resolução do quadro, que juntamente com o itraconazol sistêmico tornou o tratamento efetivo para o PMD.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i1.2017.6317