PERCEPÇÃO E ATITUDES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA UNIDADE ESCOLAR ESTADUAL, SOBRE OS PROBLEMAS OCASIONADOS PELO CÃO DOMÉSTICO (Canis familiaris), NO MUNICÍPIO DE TEFÉ, AMAZONAS, BRASIL

Wilsandrei Cella, Raira Cristina Vilena Queiroz, Camila Martins Pires

Resumo


O Brasil tem a segunda maior população canina do mundo, cerca de 52,2 bilhões de cães, desse total, estima-se que 20 milhões são errantes, sendo que estes causam diversos transtornos  para a sociedade afetando diretamente a saúde pública. O objetivo deste estudo foi verificar e analisar a percepção ambiental de alunos do ensino médio do Centro Educacional Governador Gilberto Mestrinho diante dos problemas ocasionados por cães de rua. A metodologia empregada para a realização da pesquisa foi fundamentada num estudo quali-quantitativo, por meio de entrevistas, através de um questionário semiestruturado com questões objetivas e discursivas. Os resultados gerais  demonstram que 87% dos alunos entrevistados entendem que o acúmulo de lixo é um dos problemas ambientais mais frequentes no município associado ao aumento de cães que foi relatado por 20% dos entrevistados. Contudo, 82% e 80% acreditam que cães em vias públicas causam problemas ambientais e de saúde, respectivamente. Os alunos demonstraram estar sensibilizados sobre todos os problemas ocasionados por cães de ruas, entretanto, faz-se necessário uma maior abordagem sobre a importância da educação em guarda responsável, bem-estar animal e saúde pública nos estabelecimentos de ensino, pois estes constituem um instrumento imprescindível para redução de tais transtornos, bem como, a implementação de programas que visem o controle populacional de cães neste município.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i4.2017.6425