CORPO ESTRANHO ESOFÁGICO EM PACIENTE CANINO - RELATO DE CASO

Thaís Camaso de Sá, Ellenn Pollyanna Alexandre Fernandes, Jessé Lahos Borges, Ulisses Nilo Landi, Alana Bárbara Trindade, André Luiz Sinhorin, Luciana Kazue Otutumi

Resumo


Os corpos estranhos esofágicos (CEE), ocasionados geralmente por objetos pontiagudos, são comuns em cães, sendo uma das causas que frequentemente levam à regurgitação e disfagia. Seu tratamento consiste na remoção endoscópica ou cirúrgica do corpo estranho e tratamento de suas complicações. Relata-se um caso clínico de corpo estranho esofágico em paciente canino mestiço, de um ano, atendido no Hospital Veterinário da Universidade Paranense, apresentando histórico de ingestão de osso e regurgitação por um período de três dias anteriores à consulta, diagnosticado com CEE por meio do histórico e de radiografias torácicas obtidas durante seu internamento. O tratamento consistiu na remoção cirúrgica do CEE e tratamento sintomático das complicações e patologias concomitantes desenvolvidas ao longo do período pós-operatório, incluindo-se piotórax, babesiose e erliquiose. O método cirúrgico de remoção do corpo estranho esofágico no paciente canino relatado permitiu uma abordagem terapêutica e diagnóstica, proporcionando completa remoção do CEE e resolução da perfuração esofágica secundária.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i3.2017.6695