APLICAÇÃO DE UM PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO NA SÍNDROME DE KARTAGENER: ESTUDO DE CASO

Bruna Gallo da Silva, Andréia Regina Martins, Ivete Alonso Bredda Saad

Resumo


A Síndrome Kartagener é uma doença autossômica recessiva rara que se caracteriza por situs inversus e discinesia ciliar, Além disso essa enfermidade pode desencadear sinusite paranasal e bronquiectasia. Desse modo, o objetivo deste estudo foi avaliar a evolução das variáveis ventilatórias, da força muscular respiratória e da capacidade funcional submáxima de uma paciente com 27 anos e diagnóstico clínico de Síndrome de Kartagener, submetida a  fisioterapia respiratória. O protocolo fisioterapêutico implementado constou de 10 sessões, duas vezes por semana, por meio de treinamento muscular inspiratório (Threshold IMT®), reeducação diafragmática, manobras de higiene brônquica, exercícios respiratórios e treinamento dinâmico de membros inferiores. As variáveis analisadas antes e após o protocolo foram, pico de fluxo expiratório, pressões respiratórias máximas (PImáx e PEmáx), teste de caminhada de seis minutos (TC6’) e cirtometria toracoabdominal. De acordo com o presente estudo, concluiu-se que houve melhora dos resultados das variáveis analisadas, demonstrando a importância da intervenção fisioterapêutica, podendo auxiliar na diminuição das recidivas do processo infeccioso.

Texto completo: PDF