SUPLEMENTAÇÃO ENZIMÁTICA SOBRE DESEMPENHO E TAXA DE EXCREÇÃO DE AMÔNIA EM TILÁPIA DO NILO

Veruska Dilyanne Silva Gomes, José Humberto Vilar da Silva, José Jordão Filho, Alda Lúcia de Lima Amâncio, Fernando Guilherme Perazzo Costa, Edilson Paes Saraiva, Cacio Ribeiro Cavalcanti

Resumo


O uso de enzimas exógenas em rações para peixes viabiliza benefícios como a possibilidade de empregar ingredientes que possuem nutrientes pouco disponíveis aos animais, por estes não produzirem as enzimas necessárias, além de contribuir para a redução de poluentes como fósforo e nitrogênio na água.  O presente estudo tem como objetivo principal avaliar o impacto da inclusão de um complexo enzimático no desempenho e taxa de excreção de amônia em tilápias.  Foram formuladas duas rações experimentais, sendo uma “padrão” e uma “reformulada” valorizada com suplementação enzimática nos níveis de 0,025; 0,050 e 0,075%. No primeiro ensaio parâmetros avaliados foram desempenho e índices corporais. Estes foram influenciados positivamente pela suplementação enzimática em dietas isoprotéicas e isoenergéticas. No segundo ensaio foi avaliada a taxa de amônia total (NH3+NH4) dos peixes. Foram utilizadas tilápias do Nilo com peso médio inicial de 21±0,4g; os peixes que receberam ração com  inclusão de 0,025% do complexo enzimático apresentaram as menores taxas de excreção de amônia. Recomendando a suplementação com complexo enzimático por influenciar positivamente nos índices produtivos e, ao nível de 0,025% reduzir a excreção de amônia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v22i1.2019.6847