Experiências bilíngües de Analia

Juliane Sachser Angnes, Franciele Mota

Resumo


Este artigo busca refl etir acerca de uma experiência bilíngüe, tratando-
se de um bilingüismo considerado marginal dado que uma das línguas
do repertório deste sujeito não tem status mais “alto”. Por outro lado, a língua
da família é marcadamente de base rural o que, igualmente, não lhe confere, da
mesma forma, um status relevante. Parte-se de um relato inicial, seguido de uma
contextualização e fi nalizando com uma refl exão de base teórica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/educere.v3i2.2003.185