ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ARARAS DO PARQUE MUNICIPAL DO INGÁ – MARINGÁ, PR

Daiane Cristina Marques dos Santos, Evandra Maria Voltarelli, José Ricardo Pachaly

Resumo


A alimentação é um dos fatores mais importantes na criação de aves. Efetivamente, cada uma das espécies necessita de determinado tipo de alimento, de acordo com as características naturais do meio em que vivem habitualmente. O Brasil apresenta uma das mais raras biodiversidades do planeta, e sua avifauna inclui muitas espécies de psitacídeos. Aves desse grupo são frequentemente mantidas em cativeiro em parques zoológicos, criadouros e domicílios, como animais de estimação. Assim, objetivou-se analisar o comportamento de araras mantidas em cativeiro no plantel do Parque Municipal do Ingá, em relação ao tipo de alimentação fornecida. Foi realizado um estudo com nove araras adultas pertencentes ao plantel do Parque Municipal do Ingá, na cidade de Maringá, Estado do Paraná, no período de 12 a 21 de julho de 2004, coletando-se dados referentes à alimentação e comportamento das aves. O método utilizado foi observação naturalística das araras e acompanhamento do preparo e distribuição da alimentação no recinto, com anotação dos dados de interesse para a pesquisa. Por meio da análise da alimentação, e tomando por base as necessidades nutricionais de galinhas, verificou-se que, na dieta servida às araras do Parque Municipal do Ingá, a quantidade de energia (kcal) era elevada, a quantidade de proteína era baixa, e existia desequilíbrio mineral. Novos estudos devem ser executados, especialmente em termos de identificar as reais necessidades nutricionais de araras, a fim de que avaliações alimentares como essa possam efetivamente auxiliar no manejo dessas espécies selvagens em cativeiro.

Texto completo:

PDF