MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO E CORRELAÇÕES ENTRE VARIÁVEIS COMPORTAMENTAIS, METABÓLICAS E PRODUTIVAS DE BOVINOS EM PASTAGEM TROPICAL

Hermógenes Almeida Santana Júnior, Elizângela Oliveira Cardoso Santana, Cibelle Borges Figueiredo, Marilene dos Santos Maciel

Resumo


Objetivou-se avaliar as metodologias para avaliação do comportamento e correlações entre o comportamento e consumo, digestibilidade e desempenho. Foram utilizadas 20 novilhas com grau de sangue 5/8 Guzerá linhagem leiteira e 3/8 Holandesa, com média de 18 meses de idade e peso corporal médio de 187 ± 13,1 kg. Os percentuais do pastejo (PAS), da duração de avaliação de 8h e 12h diferiram da duração de avaliação padrão de 24h (P<0,05). A duração de avaliação em testes (8h e 12h) apresentou diferenças da duração de avaliação de 24 horas para os percentuais de ruminação (RUM) (P<0,05). Verificou-se uma correlação positiva entre o PAS e o ganho de peso e ganho médio diário. A duração de avaliação de 24 horas é a recomendada para avaliação do comportamento ingestivo em termos de parâmetros nutricionais e metabólicos. Com exceção dos períodos discretos das atividades comportamentais, o estudo do comportamento pode ser realizado em intervalos de até 30 minutos, sem interferir na precisão dos resultados. O tempo de pastejo, em desacordo com a literatura nacional e internacional, não correlacionou com o consumo em bovinos a pasto. O número e tempo por períodos das atividades, e a taxa de bocado demonstraram estar altamente associados com as variáveis do consumo. Com exceção do coeficiente de digestibilidade da fibra em detergente neutro, o tempo de pastejo e ruminação não apresentaram relação com os demais coeficientes de digestibilidade aparente de bovinos a pasto. Além disso, o desempenho não foi associado ao comportamento ingestivo de bovinos a pasto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v17i3.2014.4947