SUBPRODUTO DO BIODIESEL NA ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES: O CASO DA GLICERINA

Francine Mezzomo Giotto, Milene Puntel Osmari, Beryk Lopriato Salab, Laiz Fiorilli de Matos, Tatiana García Díaz

Resumo


O Brasil, devido à sua expansão territorial e variação climática, apresenta uma grande diversidade de grãos oleaginosos, o que possibilita a produção de biocombustíveis. O biodiesel é obtido a partir de matérias-primas vegetais ou animais e vem ganhando destaque devido à instabilidade dos preços do petróleo e principalmente, em consequência às pressões ambientais. Durante a produção do biodiesel, há a geração de subprodutos, e dentre eles destaca-se a glicerina, que vem sendo amplamente estudada na cadeia de produção animal, mostrando-se como uma excelente fonte energética alternativa, podendo substituir ingredientes mais onerosos na produção de rações, como o milho. No entanto, seu uso deve ser feito com cautela, sendo necessário conhecer sua composição visando à correta aplicação, uma vez que a qualidade da glicerina produzida industrialmente pode ser muito variável, influenciando dessa forma os resultados a serem obtidos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v18i4.2015.5753