FISIOLOGIA COMPARADA DO FLUIDO ORAL E SUAS PRINCIPAIS APLICAÇÕES CLÍNICAS

Sebastião André Barbosa Júnior, Raíssa Ivna Alquete de Arreguy Baptista, Clara Nilce Barbosa

Resumo


O fluido oral é um líquido incolor e viscoso que resulta da combinação entre a saliva e os transudatos da cavidade oral, transudato da mucosa oral e fluido crevicular gengival. A saliva é secretada pelas glândulas salivares, enquanto o transudatos da cavidade oral tem origem nos capilares da mucosa e nos tecidos gengivais. O uso do fluido oral é assegurando por uma ampla base de investigações científicas na medicina humana e veterinária. Vários patógenos podem ser avaliados pela reatividade de anticorpos e ou identificação de antígenos. Além disso, o procedimento de coleta é simples, não invasivo e garante uma amostragem sistemática nos diagnósticos clínicos e em pesquisas. Por conseguinte, as informações relacionadas à secreção e composição, bem como os mecanismos de transporte dos componentes do fluido oral são de grande valor. Objetivou-se com este trabalho realizar uma revisão de literatura sobre o fluido oral, enfatizando o processo de secreção, composição, mecanismos de transporte de substâncias, bem como suas aplicações clínicas e principais limitações nos seres humanos e nos animais domésticos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v18i4.2015.5754