ALTERAÇÕES URINÁRIAS EM CÃES COM DIABETES MELLITUS

Alana Bárbara Trindade, Camila Nascimento Osbi, Felipe Eduardo Dal Más, Thaís Camaso de Sá, Pedro Pedro Argel Zadinelo Moreira, Marilene Machado Silva

Resumo


A diabetes mellitus (DM) é uma doença comum na rotina veterinária, de caráter multifatorial, gerando graves consequências na saúde dos pacientes acometidos. O diagnóstico é possível por meio manifestações clínicas apresentadas e da realização de exames laboratoriais complementares. Entre estes exames, estão a dosagem da glicose sérica e a urinálise, as quais trazem ao clínico diversas informações, que podem ser correlacionadas aos demais achados, tornando possível o diagnóstico conclusivo de DM. Desta forma, o presente trabalho teve como objetivo avaliar as alterações urinárias e de glicemia em cães com DM. Para isto, foram analisados laudos de amostras urinárias e de glicose sérica de 15 animais, onde o diagnóstico foi conclusivo para DM. Verificou-se presença de glicosúria em 100% dos casos, sendo observado em 66,67% das amostras glicosúria maior que 1000 mg/dL e, em 33,33% amostras, de 500 mg/dL; a cetonúria esteve presente em 66,67 %; proteinúria em 66,67% e bacteriúria presente em 73,33 dos dados analisados. Já a hiperglicemia foi constatada em 13 pacientes (86,67%). Assim, conclui-se que a urinálise é um exame de suma importância para o estabelecimento do diagnóstico, da melhor terapêutica para cada caso e do prognóstico dos pacientes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v23i1cont.2020.7666