PATOLOGIAS PANCREÁTICAS EM CÃES: REVISÃO DE LITERATURA

Thaís de Almeida Moreira, Lígia Fernandes Gundim, Alessandra Aparecida Medeiros

Resumo


O pâncreas é conhecido como uma glândula mista, uma vez que atua tanto na secreção de enzimas digestivas através de sua porção exócrina, quanto na secreção de insulina e glucagon pela porção endócrina. Envolvendo a porção exócrina, nos cães a principal alteração evidenciada é a pancreatite, enquanto que no pâncreas endócrino a principal moléstia é o Diabetes mellitus. Não obstante, o pâncreas pode ser acometido por diversas patologias, dentre elas neoplasias, processos isquêmicos, traumas ou ainda por doenças idiopáticas. Dessa forma, o diagnóstico das disfunções deste órgão torna-se um desafio na Medicina Veterinária, tornando relevante a realização de maiores estudos acerca deste tema. Tendo em vista que abordagens sobre as patologias pancreáticas em cães são escassas, propõe-se assim a realização de uma revisão de literatura mensurando as principais enfermidades pancreáticas diagnosticadas em cães.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v20i2.2017.4600