Integração dos sintomas nos planos somáticos e psico-emocional

Ericka Held

Resumo


O ponto de vista dinâmico em Psiquiatria, as forças representadas pelas escolas de idéias holísticas ou de filosofia da totalidade, os conhecimentos da neurofisiologia e as idéias de clínicos e patologistas europeus do século passado levaram ao conceito de Medicina Integral. Contudo, o quadro atual manifesta-se mais pelo apego aos sintomas e “à doença” do que ao “doente”. Evidencia-se a carência dos conhecimentos de Psicologia Dinâmica e da formação humanista do médico. Para melhor compreensão da relação saúde-paciente é necessário refletir sobre a convergência existente entre conhecimentos psicológicos e biofísiológicos e a integração do conjunto bio-psicológico com o mundo exterior.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akrópolis.v1i1.1565