Serafim Ponte Grande (Oswald de Andrade) “Serafim, Um Grande Não-Livro (Haroldo de Campos)

Vilna Peçanha Palhano

Resumo


Os romance Serafim Ponte Grande, de Oswald de Andrade, (“escrito de 1928 para trás” ou “Terminando em 1928”, como se lê no prefácio) questiona a tradição da obra literária e nos propõe um novo conceito de livros e leituras, funcionando como uma caixa de surpresa. É neste contexto que pretendemos fazer uma releitura de estrutura, onde o lúdico baila e embala a técnica cubista.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akrópolis.v4i14.1662