As Regras Dinâmicas de Distribuição do Ônus da Prova e a Avaliação da Prova no Processo Laboral

Alessandro Severino Vallér Zenni

Resumo


As regras sobre o onus probandi não vem respondendo a contento às expectativas do bem comum da forma como estão postas no ordenamento jurídico. Não há porque falar que o processo laboral deve proteger o empregado na produção e avaliação da prova, não havendo lugar para a doutrina do princípio de favor. O instituto da prova marca distinções de técnica e procedimentos no processo de trabalho, sendo regido pelos mesmos princípios e conceitos básicos constantes da teoria geral da prova.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akrópolis.v7i26.1747