DIÁLOGOS SOBRE UMA PSICOLOGIA FEMINISTA: A SORORIDADE NO COM(BATE) Á VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Loan Aparecido dos Santos do Amaral, Simone Paisca de Carvalho, Vanessa Barbosa da Silva, Bárbara Cossettin Costa Beber Brunini

Resumo


RESUMO

O presente trabalho bibliográfico/ afetivo/ afetado constitui-se a partir de uma obrigatoriedade na formação de Psicologia da Universidade Paranaense (Unipar), das inquietações acadêmicas decorrentes da prática de estágio e dos nossos corpos desassossegados sobre violência contra mulheres e as amarras do patriarcado. Este estudo objetivou contextualizar, através dos Estudos Feministas e de reflexões Pós Estruturalistas, os diálogos propostos pela Psicologia Feminista e suas intervenções nos processos de formação profissional a favor da sororidade em diferentes estabelecimentos de atenção, acolhimento e denúncias destas situações contra o gênero feminino.  Apresenta-se como uma pesquisa qualitativa resultante de revisão literária e convida a (o) leitora a refletir sobre as prováveis fissuras que possibilitam a resistência de nosso corpo às práticas enrijecidas por discursos culturais normatizados pelo machismo e patriarcado, reconhecendo a emergência da sororidade enquanto instrumento fundamental para a elaboração de práticas psi no com(bate) às situações de violências contra a mulher.

 

PALAVRAS- CHAVE

Violência contra a mulher, Formação em Psicologia, Sororidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v28i1.7179